Vapor de afeto

Te creio tão sólida Feito a Terra na mão Se funde, evapora, some Te bebo feito coisa etérea Te trago, te levo, me traio Em lugar auto amputado Sem não, sei não… Corro esmurrar o[…]

Continue a ler …

Faz-de-conta

Morreram todos no entroncamento Entre brio e humildade Sucessos são para nada, para ninguém Fracassos, se conhecidos São para rodas de sábios Dias melhores se foram Ficaram noites de angústia Em tempos de faz-de-conta De[…]

Continue a ler …